Editoriais

Vencendo nossos Gigantes

obstaculos

VENCENDO NOSSOS GIGANTES

O Salmo 23 é o salmo mais querido da Bíblia. Ele nos apresenta Deus como Ele realmente é. Trata-se de uma autêntica fotografia de Deus. O meu desejo hoje, quando iniciamos uma série de mensagens baseadas no salmo 23 é que você tenha uma descrição realista de Deus. Desejo que você saiba o quanto Deus ama você, e o quanto sua vida é importante para Ele. Quanto mais conhecemos o Senhor, mais facilidade temos para confiar nele. O autor do Salmo 23 foi um pastor de ovelhas, que se tornou um grande guerreiro, um general, que comandou os exércitos do povo de Israel em grandes batalhas. Ele se tornou um dos reis mais importantes na história do povo de Deus, seu nome – Davi. Ele era um grande homem de Deus, que com seus defeitos e virtudes, sobretudo com sua humildade, achou “graça diante de Deus” e foi reconhecido na Bíblia como “O Homem segundo o coração de Deus”. Uma das primeiras grandes vitórias de Davi, com certeza a mais famosa, foi a vitória sobre o grande inimigo dos exércitos de Israel – o gigante filisteu Golias. Mas, no Salmo 23 Davi nos fala de outros gigantes que ele enfrentou e com os quais temos que combater também. São gigantes que não estão diante de nós, mas dentro de nós. Esse confronto atinge em cheio o nosso humor, a nossa disposição para a vida, nosso ânimo. Atinge a nossa alma. Que gigantes são esses? São os gigantes da Ansiedade, Inquietação, Traumas Emocionais, Indecisão, Vales Escuros, Amargura e Temor do Futuro. Durante as próximas semanas conheceremos bem de perto cada um desses gigantes apresentados por Davi e como a Palavra de Deus nos ensina e ajuda a vencê-los.

O primeiro desses gigantes é a Ansiedade. Na Palavra de Deus aprendemos que há um remédio, há uma solução para a ansiedade. Todos nós lidamos com ansiedades: finanças, trabalho, relacionamentos pessoais, casamento, filhos, saúde física, etc. A ansiedade é algo problemático por três razões: ela é improdutiva, irracional e nociva. Ela é improdutiva porque ela nunca resolve coisa alguma. A ansiedade não pode alterar coisa alguma do nosso passado. Ela serve apenas para tornar o nosso presente miserável. É improdutiva. A ansiedade é irracional. Ela amplifica seus problemas, tornando colinas em montanhas. Ela faz com que os problemas pareçam cada vez maiores. Quanto mais você pensa a respeito de uma dificuldade, maior ela fica. A ansiedade também é prejudicial. O organismo humano não foi feito para ficar ansioso; é contrário à sua natureza. Quando você fica ansioso você contrai úlceras, fica com dor nas costas, dor de cabeça, insônia. Não fomos criados para cultivar ansiedade. A ansiedade estrangula, sufoca a nossa vida.

Como você pode vencer o gigante da ansiedade? A terapia mais eficiente para a ansiedade é: 1º Confiar que Deus vai cuidar de você; 2º Deixar Deus suprir suas necessidades. Aprendemos com Davi que “O SENHOR é o meu pastor; de nada terei falta.” (Salmo 23.1). Se eu creio que Deus vai cuidar de mim, eu não vou ficar ansioso. Em I Pedro 5:7, lemos: “Lançando sobre Jesus todas as vossas ansiedades porque ele tem cuidado de vós”. Como que o fato de tornar Deus o nosso pastor serve de terapia contra estresse em nossas vidas? Você precisa saber o que pastores fazem: O pastor supre as necessidades, protege, guia e corrige suas ovelhas. Deus tem prometido fazer essas quatro coisas por você, se você confiar nEle, se você convidá-Lo para ser o seu pastor. “Como um pastor cuida do seu rebanho, assim o SENHOR cuidará do seu povo.” (Isaías 40.11). Deus está dizendo “Eu cuidarei de você, guiarei, protegerei, corrigirei. Eu vou lhe ajudar, se você me conceder a oportunidade de ser o seu pastor.” 

Pr. Edimar Guimarães Pereira

Propósitos de Deus para a Família

familia

PROPÓSITOS DE DEUS PARA A FAMÍLIA

Neste primeiro domingo de maio a Primeira igreja Batista do Ingá inaugura o mês do lar em sua programação. Vale a pena começar esse tempo maravilhoso de celebração do lar e de seus valores, refletindo sobre alguns dos propósitos de Deus para a Família, instituição por Ele criada.

O casamento é uma união vital, fortíssima. O Dr. Robert Morey, autor do livro “A Família” escreveu que Deus tinha três propósitos quando criou a Família, conforme Genesis 1:26-28 – Que a família reflita a imagem de Deus; 2º Que a família reproduza uma hereditariedade divina; e 3º Que a família domine sobre a terra.

O primeiro propósito então é que a família reflita a imagem de Deus – “Façamos o homem a nossa imagem e semelhança”. Refletir a imagem de Deus significa glorificar a Deus. Honrar e refletir o caráter de Deus. A família é o veículo através do qual Deus deseja mostrar o seu caráter. O casamento não significa duas pessoas perfeitas vivendo juntas. Mas duas pessoas imperfeitas, vivendo juntas com o perfeito amor de Deus.

Leia mais →

SALMO 118 – Rejeitado para ser o Principal

rejeitado

INTRODUÇÃO

 

 

O primeiro e o último versículo do salmo 118 repete o louvor registrado no livro de Esdras capítulo 3, versículo 11 “Rendei graças ao Senhor, porque ele é bom e a sua misericórdia dura para sempre.”, momento em que os construtores reerguiam o templo do Senhor. Vê-se daí que o salmo é um transbordar da alegria do salmista pelas bênçãos e vitórias dadas por Deus, fazendo no início e no final alusão aos construtores do Templo.

Como muitos outros salmos a autoria comumente é dada ao Rei Davi, contudo isto não é pacífico. Tem-se como certo tratar-se de alguém de destaque entre o povo de Israel, seja o próprio Rei Davi ou outro ilustre do povo. Na verdade, o salmo não necessita de autoria, se necessitasse ele teria, o fundamental no salmo não é o nome do autor, mas sim o coração do autor visto em palavras.

Nunca é demais relembrarmos que assim como nos demais salmos tem-se aqui um cântico de adoração, composto por sentimentos vivos, que exprimem uma realidade social, político, econômica de uma determinada fase da vida de um homem sujeito aos mesmos sentimentos e dificuldades que nós.  Leia mais →

Salmo 119 – Excelência da Lei Divina

biblia

O título do Salmo

Na maioria das nossas bíblias o título proposto para o salmo 119 é “Excelência da Lei Divina”.

Como temos estudo há 150 salmos na bíblia. Um erro comum é dizer “vamos ler o livro de salmos capitulo 23” no livro dos salmos não existem capítulos, mas sim uma coletânea de poesias que tratam de diversos temas como a própria excelência da Lei Divina, ou adoração a Deus, angustias, medos, política. Este último merece atenção especial, pois não podemos ser ingênuos e pensar que política e religião não se confundem, quando na verdade estão intimamente ligadas.

E durante este trimestre de estudos veremos que um dos pontos mais bonitos dos salmos é a visão, a idéia que o homem faz de Deus, faz da política e de outras circunstancias a partir do ponto de vista do Rei. A maioria dos livros vem de uma tradição profética ou mesmo sacerdotal, mas nos salmos nós vemos os sentimentos do rei, as suas tribulações, problemas políticos, emocionais e como o Rei enxerga a Deus em meio a isto tudo.

Leia mais →

Salmos 33 e 34

vencedor-perdedor

Hoje, a nossa fé está firmada em Cristo que disse: “E eis que Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” – Mateus 28:20. O Apóstolo Paulo, também afirma em Romanos 8:37 que “somos mais do que vencedores por aquele que nos amou”. O Salmo 34, é um salmo de ação de graças, individualmente, posto que, no Salmo 33, Davi, afirma que a ação de graças deve ser dada por todos. Nos salmos 33 e 34, o louvor a Deus está vinculado à bondade de Deus, bem como, sobre o seu poder, majestade e glória. Nestes salmos o Senhor é adorado, como um Deus de poder e de misericórdia.

Leia mais →

Salmos 31 e 32

salmos31_e_32

O Salmo 31 é constituído de 24 versos e o 32, de 11. No Salmo 31, Davi, roga a Deus que o livre, louva a sua benignidade e exorta a todos que confiem n’Ele. Este Salmo foi escrito para o Cantor-mor. O Salmo 32 fala da felicidade do homem perdoado por Deus e nele, Davi, proclama o arrependimento. Segundo o que lemos nestes salmos, o 31 e o 32, quando somos perseguidos, precisamos entender que a nossa vida ganha um sentido novo quando nos dedicamos a outros, razão porque devemos reconhecer que todos podem ser bem-aventurados, no momento em que os seus pecados são perdoados.

Leia mais →

Salmos 06 e 07

praise

Os Salmos 06 e 07 pertenciam a coleção dos salmos de Davi que constava de setenta e três salmos. Estes salmos constituíam o antigo livro de cânticos e revelavam o dom poético de Davi, pela cultura de música que ele tinha e pelo seu uso no serviço do santuário. Nos salmos, de modo geral, predomina a glorificação do nome de Deus na plenitude dos seus atributos.

Leia mais →

Salmo 2

salmo2O Salmo 02 é, sem dúvida, um hino que, nas suas estrofes, o Pai Celeste coloca o seu Filho para governar a terra e que possui autoridade, bem como, as prerrogativas para o exercício de sua missão. Na última estrofe do hino, o salmista aconselha a todos, de todas as nações, que humildemente, obedeçam e atendam, de bom grado as Palavras de Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo e sigam os seus mandamentos

Leia mais →

Salmo 01

choroSalmo 01 nos dá uma apresentação viva da criação efetivamente piedosa. É um poema com poucos versículos, mas que nos revela mensagem de grande valia para o comportamento de qualquer pessoa que pretenda manifestar, no seu viver, as virtudes fundamentais que agradam a Deus e são relatadas de modo inconfundível.

Leia mais →

Pen Drive e Avivamento

pendrive

Se a memória está sendo utilizada na sua capacidade máxima não há mais como salvarmos nada, a não ser que a gente venha a excluir, deletar, jogar fora aquilo que não presta. Aí o dono do pen drive vai até uma pasta chamada Curtindo o Batidão, deleta aquela pasta e em seguida salva uma pasta chamada Louvor, certamente o pen drive não é mais o mesmo!

Leia mais →